Os Melhores Livros Sobre Ateísmo e Agnosticismo

Bom galera esta acontecendo algo revolucionário em nossa era, algo como nunca antes visto, que é a era da informação, milhares de jovens e adultos tendo acesso a informação com extrema facilidade, e uma das formas que isso pode influenciar profundamente na vida de uma pessoa é quanto ao que diz a crise existencial que cada um leva consigo, hoje venho trazer uma lista dos livros e autores que me levaram ao ateísmo, em ordem de esclarecimento:


Em primeiro lugar gostaria de deixar claro que eu ja pensei inúmeras vezes escrever um post detalhando minha escolha pelo ateísmo, mas achei que isto seria desrespeitoso demais, pois se trata de uma busca pessoal de cada um, sendo assim eu deixo apenas as indicações de livros, cada um que leia e chegue as conclusões que acharem melhores:



Os livros estão em uma ordem de esclarecimento, recomendo que leia em ordem para entender melhor.


Obs: este post não tem nada a ver com posicionamento político de esquerda, aliás eu abomino posicionamento político de esquerda, o que proponho aqui é apenas uma busca pessoal íntima por respostas livre de quaisquer condicionamentos políticos.

Obs: mantenha sua busca por respostas somente para sí mesmo, não desafie a crença dos outros, não se oponha a ninguém por causa de crenças, respeite a crença alheia e principalmente respeite os princípios familiares tradicionais.



O INÍCIO DA DÚVIDA



SEM DEUS - DAN BARKER
Dan barker foi um pastor evangélico durante 20 longos anos de sua vida, durante este tempo ele se dedicou completamente a sua fé, ele acreditava puramente no que pregava, fazia pregações calorosas, compunha e gravava musicas gospel para instituições e ficou muito reconhecido no meio religioso por ser um eloquente pregador, segundo ele, era capaz de converter qualquer pessoa que encontra-se na rua ou no ônibus, principalmente porquê ele acreditava firmemente no que pregava, ele não fazia planos para o futuro pois realmente acreditava que o messias voltaria a qualquer momento e por isto seu único objetivo de vida era converter o máximo de pessoas possível, alguns cristãos atualmente dizem que ele não era um cristão de verdade, mas Dan Barker assegura que acreditava tão firmemente em sua fé que nem sequer cobrava pelas músicas que compunha e gravava com medo de que o dinheiro pervertesse sua fé, e que por isto chegou até mesmo a passar sérias crises financeiras com seus filhos e sua esposa que o trocou por outro pastor por causa disto, se ele não tivesse sido um cristão verdadeiro, ele diz, então ninguém mais é, acontece que depois de todo este tempo Dan se deparou com um paradoxo interessante, ele começou a notar que crentes de outras religiões que adoram outros deuses, tinham os mesmos comportamentos, emoções e eram tão fervorosos quanto ele, quando ele considerou que se estas pessoas estavam erradas então, por coerência, considerou que ele também poderia estar, esta foi a brecha que o levou a buscar respostas mais a fundo, durante suas incontáveis viagens de pregação Dan começou a ler revistas científicas, livros de grandes pensadores e a buscar respostas muito além de seu livro sagrado, depois desta jornada em busca da verdade, Dan se tornou um ateu e decidiu corrigir tudo que fez pela religião, só que desta vez abrindo a cabeça das pessoas para respostas que vão muito além dela através de seu ativismo.



TEXTOS DE ROBERT G INGERSOLL
Robert G. Ingersoll foi um livre pensador norte-americano do século XIX, um orador e líder político, notável por sua cultura e defesa do agnosticismo. Crítico da religião cristã, tornou-se agnóstico. Robert Green Ingersoll é muito pouco conhecido atualmente. Entretanto, ele era o mais famoso orador porta-voz político norte-americano do século XIX. Talvez o mais conhecido norte-americano na era pós guerra civil. Ingersoll nasceu em Dresden, Nova York em 1833. Seu pai era um pastor presbiteriano que mudava constantemente de congregação. Ingersoll relata em sua obra a causa de sua busca pela verdade diante a religião cristã, além de citar inúmeras obras de estudiosos que estudou, de onde tira sua inspiração para formar reflexões que jogam por terra os dogmas religiosos, ele estudou profundamente as origens das religiões e como elas se influenciaram ao longo do tempo, para além disto ele faz uma análise crítica da bíblia e de seus personagens, onde golpeia sem dó com suas críticas afiadas e lógicas, suas reflexões apenas põe em dúvida quanto aos dogmas pregados a muito tempo de geração em geração, ele não da respostas que as substituem mas incentiva o leitor a buscar as respostas por si mesmo sendo um livre pensador, sendo assim considero esta uma importante obra de quem ainda esta na dúvida quanto a questões existências e religiosas.


ENTENDENDO TODAS AS RELIGIÕES



QUEBRANDO O ENCANTO - DANIEL DENNET
Neste livro o filósofo Daniel Dennett estuda o efeito da religião ligado principalmente ao psicológico das pessoas, Dennett liga a religião como um programa mental desenvolvido na era primitiva necessário para que o ser humano entendesse a realidade, assim como outros programas desenvolvidos com a mesma finalidade como as leis de convívio social, a ciência primitiva, agricultura, democracia etc.. o problema segundo dennett é que diferente destes conceitos anteriores a religião não traz mais benefícios válidos, a tratando então como um apêndice que tornou-se uma barreira para a evolução humana conjunta.








A HISTÓRIA NATURAL DA RELIGIÃO - HUME
Neste livro, o filósofo escocês David Hume trata das origens e das causas que produzem o fenômeno da religião, dos seus efeitos sobre a vida e a conduta humana e das variações cíclicas entre o politeísmo e o monoteísmo. Uma de suas preocupações é também chamar a atenção para os efeitos das diferentes espécies de religião sobre a tolerância e a moralidade. Hume desenvolve uma investigação sobre os princípios 'naturais' que originam a crença religiosa, bem como um estudo antropológico e histórico sobre os efeitos sociais da religião.






O LIVRO DAS RELIGIÕES - EDITORA GLOBO
O livro das religiões traz com maior detalhismo todo conhecimento sobre as religiões, culturas e mitologias mais importantes do mundo, em ordem cronológica, o livro aborda desde as religiões primitivas as mais atuais mostrando os mitos, fábulas, mestres, profecias, livros sagrados, práticas e rituais que compunham todo o processo religioso, além disto o livro ainda trata das ramificações mais importantes de cada uma, considerando o efeito multifacetado que esta presente em todas as religiões, acho extremamente importante estudar sobre isto para termos maior noção sobre as verdadeiras origens das crenças que estão presentes no senso comum atual, como elas eram originalmente e como elas influenciaram umas as outras com o passar do tempo.




UMA HISTÓRIA DE DEUS - KAREN ARMSTRONG
Karen Armstrong, uma ex-freira católica especialista em temas religiosos com impecáveis credenciais acadêmicas, apresenta com luminosa clareza neste Uma História de Deus, O Deus das grandes religiões monoteístas - judaísmo, cristianismo e islamismo - foi, ao longo dos tempos, objeto das mais variadas representações. Mesmo no interior de cada uma dessas tradições, a ideia de Deus e a maneira de vivenciá-lo nunca foram unânimes. É a história complexa e emocionante dessa multiplicidade de abordagens, Karen mostra as verdadeiras raízes do deus Judaico/Cristão, quais religiões da época influenciaram em sua fábula e como o monoteísmo foi arquitetado como uma forma de controle unificado, tudo de acordo com o consenso acadêmico entre a maioria dos historiadores, arqueólogos e antropólogos.





Sincretismo é a fusão de diferentes doutrinas para a formação de uma nova, seja de caráter filosófico, cultural ou religioso. O sincretismo mantém características típicas de todas as suas doutrinas-base, sejam rituais, superstições, processos, ideologias e etc.



ASSIM FALOU ZARATUSTRA - NIETZSCHE
O Zoroastrismo foi a primeira religião monoteísta ética e uma das que mais influenciou o Judaísmo, Cristianismo e Islamismo, pois desta religião é que se originam os principais conceitos das outras religiões, conceitos estes sendo o Messias mensageiro, a Ressurreição e o Julgamento final, no livro sagrado desta religião (Avesta) temos a origem do dualismo (deus do bem e deus do mal), a partir dos ditames de Zaratustra, messias do zoroastrismo, Nieztsche usa a filosofia e a ironia para fazer diversas reflexões sobre a interação do homem com as religiões e seus mestres, conhecido por ser linha dura, Nietzsche é rigoroso e muitas vezes até ácido com suas críticas, é um livro que requer muita atenção e releitura de certos trechos por ter uma linguagem um pouco intrincada.




PRELEÇÕES SOBRE A ESSÊNCIA DA RELIGIÃO
Feuerbach foi um filósofo iluminista. Nele encontramos a valorização do homem que tem os pés no chão, do homem que está em harmonia com a natureza da qual sabe ser um produto, mesmo conhecendo as imperfeições desta natureza, do homem que conhece e critica a si mesmo, combatendo as suas falhas e aperfeiçoando as suas qualidades, do homem que trabalha, ama, cria e transforma. Exatamente por isso talvez ninguém tenha sido tão avesso quanto ele a expressões como "sobrenatural" ou "supranatural". Se o homem passasse a acreditar um pouco mais em si mesmo ao invés de acreditar em deuses - dizia ele - teríamos certamente um mundo muito melhor.




ENTENDO JESUS E OS OUTROS MESSIAS


COMO JESUS SE TORNOU DEUS - BART D EHRMAN
Bart D Ehrman é o mais renomado em estudioso histórico do novo testamento atualmente, além de possuir mais de 35 anos de estudos sobre o cristianismo primitivo ele também aprendeu todas as línguas presentes nos manuscritos antigos (grego, copta, aramaico etc..), além de ser chefe de um departamento religioso na Carolina do Norte ele também é muito respeitado por diversos teólogos e historiadores reconhecidos, neste livro ele faz um estudo aprofundado sobre jesus, toda sua trajetória, contexto da época e todas as características sobre os personagens que o cercaram e como eles o tornaram o Deus vivo, assim como diversos outros humanos da época que também foram considerados divinos.







O QUE JESUS DISSE, O QUE JESUS NÃO DISSE
Bart D Ehrman PhD em estudo de antigos manuscritos, explica como é feito a análise e crítica textual aplicada aos manuscritos, ele diz que ao ler uma bíblia comum as pessoas pensam estar lendo exatamente o relato dos apóstolos, mas por mais de 1500 anos estes manuscritos foram reproduzidos por copistas cristãos politicamente e teologicamente influenciados, ele mostra como identifica as falsificações anti-judaicas, anti-pagãs, anti-gnósticos e anti outros grupos religiosos que tinham opiniões que contrariavam as convicções da igreja ortodoxa primitiva, ele evidencia adulterações e erros cometidos intencionalmente ou não pelos copistas, ele teve acesso aos códices e manuscritos mais antigos e através da imparcialidade que o meio acadêmico exige comparou e compilou todo seu conhecimento para os leigos e para outros profissionais que estudam o tema.






CRISTIANISMOS PERDIDOS - BART D. EHRMAN
Sabemos que os evangelhos presentes na bíblia são apenas uma ponta de um iceberg, durante os primeiros anos do cristianismo os primeiros apóstolos cristãos escreveram diversos outros evangelhos desconhecidos atualmente, neles temos relatos variados da vida de jesus e de outros personagens até então desconhecidos, assim como diversos pontos de vista diferentes, sabemos que esses textos foram levados a sério pelos primeiros cristãos e que ambos tem o mesmo valor histórico que os textos bíblicos, a igreja ortodoxa corrupta e desonesta definiu quais eram seus objetivos e com base neles silenciaram, ocultaram, destruíram e perseguiram quaisquer evangelhos que não fossem favoráveis aos seus interesses, neste livro conhecemos um pouco destes evangelhos proibidos que sobreviveram escondidos até os dias de hoje.




QUESTÕES SOBRE OS MILAGRES - VOLTAIRE
Voltaire foi um filósofo iluminista do século XVIII, foi um notável rebelde contra os ensinamentos do monoteísmo como uma verdade única e das superstições veneradas como verdade, voltaire neste livro mostra o quão irracional é levar a sério tais milagres, ele mostra claramente que milagres não são exclusividades de um só personagem, mas eram atribuições a diversos outros personagens antigos, apoiados pelo mesmo tipo de prova testemunhal, muitas vezes até mais numerosas, mas além disto voltaire também deixa claro que tais milagres nada mais são que percepções errôneas de fenômenos naturais presentes principalmente em populações analfabetas e ignorantes.









CONCLUSÕES SOBRE AS RELIGIÕES E O CRISTIANISMO


QUANDO NOSSO MUNDO SE TORNOU CRISTÃO - VEYNE 
Sabemos que o cristianismo que hoje domina parte do mundo incluindo o brasil, foi apenas mais uma religião no meio de muitas outras mesmo após 3 séculos longos de sua existência, Paul veyne arqueólogo e historiador francês especialista principalmente em história da antiguidade romana, vem explicar o processo de formação do cristianismo primitivo, segundo veyne os cristãos primitivos se reuniam em grupos enquanto os movimentos pagãos eram separados e isolados, essa união cristã foi o fator principal que levou o imperador constantino a escolher o monoteísmo como forma de religião de seu império, pois via a diversidade religiosa como um fator que dividia e enfraquecia seu império, no entanto constantino nunca foi batizado na religião cristã e nunca renegou seu título de pagão até o último dia de sua vida.



A ESSÊNCIA DO CRISTIANISMO - FEUERBACH
Publicada em 1841 na Alemanha, esta obra é de singular importância para a teologia, pois aqui a razão moderna mede forças, de ponta a ponta, com o cristianismo e procura perguntar sobre sua essência, fazendo uso da análise histórico-filosófica do cristianismo e da crítica radical da teologia,  desvenda os seus segredos. O livro revela que o verdadeiro sentido da teologia é a antropologia e que não há diferença entre o sujeito, a essência humana, essência divina e que a diferença que se estabelece entre os predicados teológicos e os antropológicos não tem razão de ser.







A ERA DA RAZÃO - THOMAS PAINE
Thomas Paine era um livre pensador que acreditava em deus, mas de forma totalmente livre e pensante, o que o caracteriza um Agnóstico Teísta, neste livro ele mostra suas críticas sobre as trapaças da igreja como revelações, profecias, milagres entre outros mistérios inventados pela igreja para aumentar sua busca por poder, o autor escreve usando o que para ele é o mais importante: a razão, compartilhando suas reflexões afiadas esclarecendo diversas questões com a intenção de libertar quem lê da maldição do senso comum, algo brilhante é o que paine ensina, algo totalmente novo ultimamente que é a arte de pensar por sí próprio emergindo das crenças impostas por tradições.





O ANTICRISTO
Escrito em 1888, último ano antes de Friedrich Nietzsche perder a lucidez, este ensaio é uma das mais afiadas análises de que o cristianismo já foi objeto. Dando continuidade ao exame sobre a moral praticado na maioria de seus livros, em 'O anticristo' o autor firma sua posição sobre a doutrina religiosa. Ele mostra como o cristianismo é a vitória dos rancorosos sobre os fortes, orgulhosos e saudáveis, persuadindo e induzindo a massa por meio de ideias pré-fabricadas. A partir da comparação com outras religiões, Nietzsche critica com veemência a mudança de foco que o cristianismo opera, uma vez que o centro da vida passa a ser o além e não o mundo presente. Até mesmo Jesus Cristo e o apóstolo Paulo são questionados, assim como grande parte de todos os dogmas cristãos, em um grande exercício filosófico.




DEUS NÃO É GRANDE E COMO RELIGIÃO ENVENENA TUDO
Deus não criou à sua imagem, foi o contrário. A partir desta afirmação o jornalista e escritor Christopher Hitchens ataca os alicerces de um dos mais importantes princípios da civilização ocidental: a religião. Questionador e de estilo incisivo, o autor põe em dúvida até o mais beato dos fiéis, mostra por que nenhuma religião oferece uma resposta satisfatória a vários questionamentos e porque a profusão de deuses e religiões tanto tem adiado o desenvolvimento da civilização. uma obra necessária para ateus, agnósticos, céticos de mente aberta e que não aceitam as imposições e argumentos falhos da religião em assuntos demasiado importantes para a sociedade. Hitchens não "pega leve" com suas frases bem fundamentadas.





O PROBLEMA COM DEUS - BART D. EHRMAN
Bart D Ehrman além de Phd em estudos bíblicos também é um ex-pastor evangélico assim como Dan Barker, atualmente ele se denomina um agnóstico, nesta obra Ehrman traz um relato mais pessoal sobre porquê perdeu sua fé, segundo ele não foi o estudo religioso aprofundado a causa de sua descrença mas: a questão do mal, como pode um deus de amor  e compaixão ser o autor de um mundo dominado por tanta desgraça e sofrimento humano ? segundo Bart, a bíblia não responde satisfatoriamente esta questão, conciliando reflexões sobre diversas passagens bíblicas envolvidas com o sofrimento humano como catástrofes e profecias, Ehrman deixa claro que os argumentos teológicos são explicitamente falhos em responder a questão das mazelas humanas.



DEUS, UM DELÍRIO
Diante das ameaças terroristas causadas pelo extremismo religioso oriental e diante as tentativas de religiosos ocidentais em inserir o Desing inteligente nas escolas com a intenção de doutrinar crianças, teoria que tenta fundamentar as teses religiosas mas que não possuí nenhum status científico, Dawkins um biólogo evolucionista enxerga a religião como um insulto ao intelecto humano, e tenta nesta obra provocar os religiosos assíduos ou liberais a repensar suas crenças, neste livro ele tenta explicar as causas da religiosidade desmontando uma a uma, representando uma resistência a estas ameaças que segundo ele representam um retrocesso a humanidade.



A FILOSOFIA DO ILUMINISMO
No ano de 1755 a religião católica era o alicerce de muitos países da Europa, as escrituras sagradas eram a principal influência na sociedade, no entanto um terremoto de 9 pontos na escala richter atingiu uma das cidades mais religiosa da época: Lisboa, cerca de 85% de toda construção veio ao chão, tais como Igrejas, conventos e hospitais, como se não bastasse após o terremoto veio também um tsunami com ondas de 30 metros ceifando os sobreviventes presos aos escombros, esta catástrofe foi uma das principais precursoras de um movimento chamado iluminismo, onde diversos filósofos escreveram obras questionando o fundamentalismo religioso e definindo que o que deve reger a sociedade é a razão e não o fanatismo, neste livro conhecemos os principais autores do iluminismo e quais foram seus argumentos em favor desta mudança radical.











ESCLARECENDO COM A LUZ DA CIÊNCIA



COSMOS - CARL SAGAN
Sagan era um Astrônomo aclamado por divulgar astronomia em linguagem acessível, segundo ele Cosmos é tudo que existe, o universo como um todo, desde os seres mais ínfimos as mais gigantescas estrelas, o autor, renomado divulgador da astronomia, escreve sobre tudo, a vida desde seu início, a evolução pela seleção natural e mutações genéticas, o big bang, os planetas, estrelas, galáxias, nebulosas, buracos negros, a possibilidade de vida extraterrestre, religião, história passada, grandes pensadores e cientistas que mudaram a humanidade, descobertas científicas e o possível futuro da raça humana, livro é excelente assim como a versão em documentário, recomendo a todos, é iluminador e esclarecedor, com grande conteúdo capaz de fazê-lo enxergar tudo que te cerca de forma mais abrangente. 



A MAGIA DA REALIDADE - DAWKINS
Existem muitas formas de magia. Nossos ancestrais usavam o sobrenatural para explicar o mundo antes do desenvolvimento do método científico. Os antigos egípcios explicavam a noite sugerindo que uma deusa engolia o sol. Os vikings acreditavam que o arco-íris era uma ponte entre a morada dos deuses e a Terra. Os japoneses diziam que os terremotos aconteciam quando um gigantesco bagre que carregava o mundo nas costas balançava a cauda. Essas histórias tinham como tema a magia, acontecimentos extraordinários. Mas há outro tipo de magia, que pode ser encontrado na alegria de descobrir as verdadeiras respostas para essas perguntas. Trata-se da ciência, a magia da realidade. Repleto de experimentos elaborados, belas ilustrações e fatos surpreendentes, este livro explica uma grande variedade de fenômenos naturais. Do que as coisas são feitas? Qual é a idade do universo? Por que os continentes parecem peças separadas de um quebra-cabeça? O que causa um tsunami? Quem foi o primeiro homem? 'A Magia da Realidade' pode ser lido como uma história de investigação de tirar o fôlego, que não se limita a expor o que os cientistas sabem, mas ensina o leitor a pensar como um deles. Richard Dawkins, famoso biólogo estudioso da evolução e um dos mais apaixonados defensores da educação científica, dedicou sua vida a elucidar as maravilhas da ciência para os leitores adultos. Agora, ele utiliza sua capacidade inigualável de explicar as coisas para compartilhar a magia da realidade com leitores de todas as idades, em um maravilhoso guia ilustrado que pretende desvendar os segredos do mundo. 



UMA BREVE HISTÓRIA DA HUMANIDADE - YUVAL
Um relato eletrizante sobre a aventura de nossa extraordinária espécie – de primatas insignificantes a senhores do mundo. O que possibilitou ao Homo sapiens subjugar as demais espécies? O que nos torna capazes das mais belas obras de arte, dos avanços científicos mais impensáveis e das mais horripilantes guerras? Yuval Noah Harari aborda de forma brilhante estas e muitas outras questões da nossa evolução. Ele repassa a história da humanidade, relacionando com questões do presente. E consegue isso de maneira surpreendente. Doutor em história pela Universidade de Oxford e professor do departamento de História da Universidade Hebraica de Jerusalém, seu livro não entrou por acaso nas listas dos mais vendidos de 40 países para os quais foi traduzido. Sapiens impressiona pela quantidade de informação, oferecida em linguagem acessível.




O MAIOR ESPETÁCULO DA TERRA - DAWKINS
Estamos cercados por infindáveis formas de vida belíssimas e fascinantes, e não é por acidente, e sim uma consequência direta da evolução pela seleção natural não-aleatória - única na vida, o maior espetáculo da Terra.' Não há interpretações alternativas válidas para a existência da vida neste planeta. O biólogo Richard Dawkins decidiu escrever um livro para defender essa tese e convencer a todos - sem exceção - de que Darwin tem razão. Depois de oito obras que revolucionaram o pensamento evolucionário, ele traz a público o que chama de seu 'elo perdido', ligando todos os seus escritos: uma síntese pessoal das evidências científicas de que a evolução é, mais do que uma teoria, um fato estabelecido. As evidências da evolução são tão válidas e irrefutáveis quanto, por exemplo, as evidências históricas de que existiu o Império Romano: 'Também os seres vivos trazem a história escrita em todo o corpo as quais podem ser rastreadas pelo sequenciamento genético. São repletos de equivalentes biológicos das estradas, muralhas, monumentos, cacos de cerâmica e até inscrições antigas romanas, tudo esculpido no DNA vivo, pronto para ser decifrado por estudiosos'. Para Dawkins, a visão da vida pelo prisma da evolução guiada pela seleção natural é grandiosa, sublime, e ele não mede esforços para levar o leitor a compartilhar seu esclarecimento. 






SEPARANDO CIÊNCIA E PSEUDOCIÊNCIA



PORQUÊ AS PESSOAS ACREDITAM EM COISAS ESTRANHAS
Michael Schermer é um psicólogo escritor que desvenda um dos campos mais interessantes da mente, a crendice, em seu livro michael usa a ótica científica diante diversos temas pseudocientíficos como criacionismo, negacionismo, paranormalidade, etc...segundo ele nada supera o método científico de coletar dados para formular e testar explicações dos fenômenos naturais, schermer mostra quais são os indícios que levam as pessoas a acreditar em coisas estranhas, o livro serve como um guia que estipula regras para que você use o ceticismo como prevenção para abordar qualquer tema sem que corra o risco de acreditar em enganações.







CÉREBRO E CRENÇA - MICHAEL SCHERMER
Psicólogo, Michael Schermer neste livro aborda como funciona a mente crédula, neste livro ele aborda o cérebro de forma científica através de exemplos, estudos e pesquisas profundas, explicando como a biologia evolui nosso cérebro para acreditar e depois buscar justificativas para nossas crenças, ele deixa claro que somos suscetíveis a acreditar em quaisquer absurdos por diversos motivos inconscientes e que a forma mais segura para lidarmos com esta vulnerabilidade é o ceticismo, através de diversos exemplos reais schermer deixa claro a seguinte mensagem: você pode estar errado e deve usar a bússola do ceticismo para aprender a filtrar o que realmente vale a pena.







O MUNDO ASSOMBRADO PELOS DEMÔNIOS - SAGAN
O mundo esta assombrado com as explicações pseudocientíficas e místicas que ocupam cada vez mais os espaços dos meios de comunicação, Carl Sagan reafirma o poder positivo e benéfico da ciência e da tecnologia para iluminar os dias de hoje e recuperar os valores da racionalidade. Como todos os livros do autor, O Mundo Assombrado pelos Demônios está cheio de informações surpreendentes, transmitidas com humor e graça. Seus ataques muitas vezes divertidos à falsa ciência, às concepções excêntricas e aos irracionalismos do momento são acompanhados por lembranças da infância, quando seus pais o colocaram em contato pela primeira vez com os dois modelos de pensamento fundamentais para o método científico: o ceticismo e a admiração








REESCREVENDO NOVOS CONCEITOS




SENTENÇAS VATICANAS - EPICURO
Epicuro é sem dúvida o mais contemporâneo dos filósofos antigos. Ele ensinava que não existe nada além da matéria, que a alma não sobrevive à morte, que não precisamos temer os deuses e que o fim último da vida é o prazer. Para obtê-lo, porém, devemos nos conduzir com grande moderação. De quebra, o filósofo ainda falava mal de políticos, combatia o nacionalismo e lançou as bases do empirismo, ao sustentar que todo conhecimento tem origem nas sensaçõesSua doutrina fez tanto sucesso no mundo antigo que, a crer em Diógenes Laércio, o número de seus seguidores era tamanho que não podia ser contido nem em “cidades inteiras”. A popularidade atraiu os ataques, primeiro, de escolas filosóficas rivais e, depois, das religiões. O resultado da campanha antiepicurista foi devastador. Das cerca de 300 obras restaram apenas três cartas reunidas neste volume.




O LIVRO DA SUA VIDA - OSHO
O caminho para a liberdade é cheio de conflitos e incertezas. Será que é realmente possível saber quem somos? A nossa vida tem um propósito ou somos apenas um 'acidente de percurso'? Com que devemos contribuir? O que devemos ser, criar, compartilhar? Em 'O livro da sua vida', Osho desafia-nos a entender o mundo e a nós mesmos de maneira nova e radical. Segundo ele, o primeiro passo rumo ao entendimento é questionar e duvidar de tudo o que fomos ensinados a acreditar. Durante toda a vida, inúmeras pessoas nos transmitem supostas verdades - crenças que aprendemos a aceitar sem nenhuma razão. É só questionando as nossas crenças, suposições e preconceitos que conseguiremos revelar a nossa voz verdadeira e acabar com as divisões dentro e fora de nós. Depois de descobrir o nosso eu autêntico, podemos incorporar todos os aspectos da experiência humana - desde as qualidades mundanas do amor e do prazer, que caracterizam Zorba, o Grego, até o silêncio e a atenção plena de Gautama, o Buda. Podemos nos tornar inteiros e viver com integridade, aptos a responder com criatividade e compaixão às mais diversas divisões religiosas, políticas e culturais que assolam a nossa sociedade. Nesta obra criativa e arrojada, Osho identifica, afrouxa e por fim nos ajuda a desatar os nós do medo e do entendimento equivocado, que tanto nos restringem, deixando-nos livres para descobrir e criar o nosso próprio caminho rumo à liberdade.




DESPERTAR - SAM HARRIS
Além de filósofo da moral e célebre ateísta, Sam Harris é um praticante entusiasmado de meditação, tendo viajado o mundo para estudar com diversos gurus. Neste livro, ele concilia os dois aspectos de sua vida e comprova como a meditação e a prática contemplativa não têm como pré-requisito qualquer tipo de crença “mística” ou “espiritual”; pelo contrário, para ele a meditação provaria que esses conceitos não existem. Harris se vale de seu próprio envolvimento com a prática e de aspectos da neurociência e da filosofia para provar seu argumento. Em suma, um olhar detido sobre como funciona a meditação sem crenças e como ela pode aliviar o stress, aproximar as pessoas e nos ajudar em batalhas cotidianas.







A PRIMEIRA E ÚLTIMA LIBERDADE - JIDDU
Jiddu foi um filósofo indiano que proferiu discursos nos temas de psicologia, meditação, conhecimento, liberdade, relações humanas e mudanças positivas na sociedade global. Nesta obra jiddu discorre sobre diversos temas como solidão, amor, morte e o tempo, respondendo perguntas feitas por pessoas comuns ele ajuda a compreender os motivos e as origens dos medos, dúvidas e conflitos por que passam os seres humanos. Neste livro, está o cerne do pensamento do autor: a rejeição da obediência cega a doutrinas, religiões organizadas e gurus, que dizem o que deve-se ou não fazer. Para o escritor, a liberdade do pensamento é o fundamento para se alcançar a verdade. Por isso, segundo Jiddu Krishnamurti, a “primeira e última” liberdade só poderá vir do autoconhecimento, que é o princípio da sabedoria.





DE FRENTE PARA O SOL - SUPERANDO O MEDO DA MORTE
Por trás das nossas angústias, vive o fantasma da morte. Embora as religiões cumpram o papel de nos oferecer uma resposta para nossa existência, sobre a morte todas as nossas construções são imaginárias. A morte não deve ser temida. Yalon cita o pensador estóico Cícero que disse "filosofar é se preparar para a morte", ou Santo Agostinho que afirma "É apenas perante a morte que o caráter de um homem nasce". O autor ainda acrescenta "apesar de a concretude da morte nos destruir, o conceito da morte nos salva". Neste sentido vemos o autor ampliar nossos pensamentos sobre o fato de que ao nos tornarmos conscientes da morte, nossa responsabilidade diante da existência aumenta, responsabilidade essa que nos conduz a levar uma vida mais autêntica e plena, uma existência mais ética e moral.







CONCLUSÃO: Para quem não se contenta com as respostas contraditórias e inquestionáveis das religiões, estes são os livros que eu recomendo para aquele que ama o conhecimento assim como eu, se guie e se esclareça com o conhecimento,  é difícil de se achar para comprar por ja ter saído de estoque porém ainda se acha em sebos, no mais são obras fascinantes de grandes mentes e que todos deveriam ler.


10 comentários:

  1. C aquionhecimento é sempre bom para nossa vida aqui na terra adorei

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, recomendo a leitura de "Ateísmo, uma breve introdução'' de Julian Baggini. Um livro de bolso com algumas ilustrações que trata do tema de uma forma bem simplificada e coerente, usando exemplos da filosofia e da literatura junto com fatos cotidianos, além de fornecer referências no final do texto. Vale a pena conferir.

    ResponderExcluir
  3. Acabei de ler "mundo assombrado pelos Demônios" de Carl Sagan e estou lendo "Deus, um delírio" ótimos livros, e já tô com 2 do Hitchens para chegar. E fiquei muito interessado no recomendado pelo o amigo de nome "o livros das religiões" provavelmente irei procurar para ler.

    ResponderExcluir
  4. Muito obrigado por compartilhar. Conhecimento nunca tem limites!

    ResponderExcluir
  5. Onde compro o livro Cosmos de Carl Sagan, online?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. acho que tem ele na estante virtual e na travessa, mas porque não assiste a versão em documentário ? tem até uma segunda temporada com Neil Degrasse Tyson.

      Excluir
    2. Sério que tem a segunda temporada? Eu assistir, mais só tinha a primeira temporada, onde vc achou a segunda temporada?

      Excluir
    3. sim, da uma pesquisada no google Cosmos Neil Degrasse tyson e você achará.

      Excluir
  6. Acho que o livro de Bertrand Russell "Porque não sou cristão" também pode se encaixar nesta lista e claro que também do grande professor Charles Darwin em "A origem das espécies"

    ResponderExcluir
  7. Ateísmo e Revolta: Os Manuscritos de Jean Meslier
    Dez Provas da Inexistência de Deus - BOX Alameda
    Diálogo do Padre com um Moribundo
    Um mundo sem Deus: Ensaios sobre o ateísmo
    O humanismo é um existencialismo sartre
    O sistema da natureza holbach
    Da moral universal holbach
    Diálogo do filosofo com a marechala de.. - diderot
    Conhecimento de deus - alvin plantinga e michel tooley
    Deus existe? D'arcais vs ratzinger
    Ateísmo uma breve introdução
    confissões de um ateu budista
    história do ateismo - george minois
    tratado de ateologia
    o espirito do ateismo

    ResponderExcluir

--------->>> REGRAS <<<--------------

- Este blog não fecha parcerias com outros blogs e nem com empresas
- Comentários ofensivos NÃO SERÃO LIDOS E SIM ´´EXCLUÍDOS´´
- Reporte erros e falhas do blog como links quebrados, videos fora do ar ou equívocos, agradeço.
- Não coloque links dentro do comentário, coloque em ´´comentar como nome/url´´
- Você tem alguma dica, indicação, sugestão que complementa o post ? comenta ai que eu avalio e adiciono ao post !
- Se desejar que eu responda, cite meu nome ou faça uma pergunta e responderei assim que possível
- Seja educado
Obrigado pela visita